10 coisas legais para fazer de graça em Londres

janeiro 07, 2018

Quando planejei meu intercâmbio eu era "apenas" uma estagiaria... se tem uma coisa que eu não tinha (tenho) era (é) dinheiro. Economizei em tudo que foi possível e todo tempo que estive em Londres paguei por apenas uma atração: London Eye. O restante foi tudo de gracinha.

Selecionei as 10(+) coisas mais legaiiiiiiis para fazer em Londres de gracinha.
Observação: percebe-se que minhas dicas de coisas legais são bem lado B (o que quer dizer alternativas), isso tem muito a ver com o meu tipo de turismo menos tradicional que o normal rs

1. Richmond park
Já disse aqui o quanto sou apaixonada por parques, não é mesmo? A qualidade dos parques em Londres é algo simplesmente surreal... Dentre as dezenas de parques que conheci, selecionei o Richmond por ser o diferentão...
Não é tão fácil chegar no Richmond (nada que um app do transporte público de Londres não resolva), lembro-me que peguei cerca de 3 ônibus e levou pelo menos 2 horas, mas valeu muito a pena. Se você tiver o Oyster Card nem sentirá o preço dessa distância, pois a utilização de ônibus é livre para qualquer zona de Londres).
O Richmond park é um parque real, mas na verdade verdadeira é uma reserva natural localizada no bairro de Richmond zona 4, muito maior do que qualquer outro parque já visto e visitado em Londres. Tem uma aparência mais "selvagem" e "bruta" que o normal (talvez tenha sido isso que me conquistou rs) e lá é possível ver o veados passeando pra cima e pra baixo ou simplesmente descansando pertinho das árvores, você só precisa andar um poucão até encontra-los. Eu só observei de longe, bem longe...




Mercado de rua é outro grande amor da minha vida e Londres, obviamente, é cheio deles. Gosto do Borough por três motivos: comidas deliciosas para um brunch (chique no último), ar pitoresco que dá arrepios e fofura dos guarda-chuvas (olha o contraste ai). Além disto, o Borough Market é o mercado mais antigo de Londres, fica na Borough High Street na zona 1 de Londres (centrão), pertinho da London Bridge.





A dica aqui é na verdade um combo St.Pauls Cathedral + Millenium Bridge + Tate Modern, mas vamos por partes: a St. Pauls Cathedral é a minha igreja favorita do mundo, eu fiquei tão impressionada com a sua beleza e imponência. Minha dica é, pegue um ônibus de onde estiver com destino a St. Pauls, de lá atravesse a Millenium Bridge (ponte famosíssima usada em uma cena de Harry Potter e o Enigma do Príncipe) e entre totalmente grátis no museu de arte moderna mais importante da Inglaterra. Depois sente-se em frente ao museu, virado para o Rio Tâmisa, aprecie a vista, as pessoas e a música sempre presente em algum show alternativo.





4. Meridiano de Greenwich
Pra quem não lembra, o Meridiano de Greenwich é uma linha imaginária que demarca a divisão de longitude do globo terrestre, é o marco divisor entre os hemisférios Ocidental e Oriental. Confesso que eu não estava nem um pouco empolgada para conhecer o Meridiano, mas tive uma grata surpresa quando cheguei aos parques e ao museu. Obviamente não paguei para acessar a área privada do observatório, mas numa ruazinha logo abaixo o mesmo meridiano pode visitado. Minha dica é VISITE O DISTRITO DE GREENWICH. Passeie pelas ruas, pelo parque, pelos jardins e pelo museu a que fica láaaaaa embaixo, descendo o morro... O distrito é lindo, fica nas margens do Tamisa e tem uma cultura náutica maravilhosa de se ver.





5. Little Venice
Meu sonho de viagem sempre foi Londres, depois de realizado meu novo sonho de viagem é Itália. Descobrir um pouco da Itália em Londres foi delicioso. Little Venice é o encontro de dois canais de Londres que formam uma extensa área de caminhos de águas que mais parecem quadros. Passei por alguns pontos algumas vezes, estava sempre bastante vazio e tranquilo... em volta é possível visitar pubs, cafés e restaurantes igualmente tranquilos e acolhedores.


Você quer agitação @?
A Carnaby é uma rua situada no bairro Soho, é um centro de moda, de música, de cultura e agitação. Sugiro um passeio noturno, porque né, tem muitos pubs e baladas para curtir. No fim do ano a rua recebe uma decoração toda linda.



7. Troca da guarda no Palácio de Buckingham
Clichê, próximo.


8. Notting Hill
Eu não amei Notting Hill tanto que em 3 meses só fui lá uma vez rs
Mas TENHO que indicar o melhor restaurante da minha vida chamada Salumeria W10. É meio café, meio loja de iguarias italiana... os donos, italianos obvio, fazem massa fresca ali na sua cara... melhor restaurante da minha vida. Simples assim.


Dos mercados a arte de rua, Covent Garden é um bairro belíssimo que reúne muita cultura em um ambiente totalmente familiar.
Destaco o Covent Garden Market abaixo que sempre tem shows musicais de artistas independentes com super qualidade. Do lado de fora do mercado tem uma barraquinha de hot dog alemão, uma delícia.



10. China Town
Eu que nunca tinha visto uma China Town fiquei encantada com a de Londres. É um autêntico pedaço da China na capital inglesa, com restaurantes e lojas tradicionais da cultura oriental, acho que vale a pena se perder durante uma tarde.



Ta de bobeira entre final de novembro e início de janeiro? Não deixe de visitar o parque de diversões que se instala todo ano no meio do Hyde Park, com diversas opções de brinquedos e, obvio, muita comida boa, música de qualidade e gente bonita.
O Hyde Park em si já é uma belezura, com decoração natalina, pista de patinação no gelo, bar em carrossel (demaissss), vinho quente e música fica uma obra de arte!


Extra:

E com essas dicas/imagens lindíssimas, me despeço dos posts sobre Londres (por enquanto) e da Inglaterra (será?). Mas não pense que acabou não, tenho ainda 09 países para explorar aqui no blog e centenas na vida.

You Might Also Like

0 comentários

Like us on Instagram